Páginas

domingo, 8 de fevereiro de 2015

ENTREVISTA: Hutt

A entrevista de hoje foi como o Marcelo Appezzato da banda Hutt. Quem já é fã do trampo dos caras pode se animar, pois vem play novo por ai. Ele nos contou sobre o processo de gravação do "GORDAGRIND", letras, shows, arte...

SCUM - O Hutt está em estúdio gravando um novo play. Quantas músicas esse trabalho conterá? Fale um pouco sobre o processo de gravação.
Marcelo- Acho que são 27 ou 28. A gravação foi diferente dessa vez. Eu entrei em estúdio com o instrumental todo gravado. Tipo Axl Rose. E também teve o Choukri que terminou de gravar sua parte na bateria e saiu da banda. O disco vai chamar GORDAGRIND.

SCUM - Haverá uma turnê de lançamento?
Marcelo-Turnêeeee, gigante, com troçentos shows por aí eu não sei. Mas pretendemos fazer vários pequenos roles cheios de aventura. Mas temos que estar em São Paulo na segunda de manhã pra chegar a tempo no subemprego.

SCUM - Sobre quais temas as letras abordarão? Quem as escreve?
Marcelo- Sou eu quem escreve e os temas provavelmente continuarão os de sempre: sangue, zumbi, mendigos, pombos, crack e filosofia de boteco.

SCUM - Podemos esperar um encarte com a mesma estética de quadrinhos e referências a filmes que os outros trabalhos possuem? Quem ficará a encargo de produzir a nova arte? 
Marcelo- Por mim a gente continua roubando imagem de gibi legal até o fim. Ainda não pensamos em uma capa pro disco. Mas provavelmente vamos roubar mais uma vez de algum gibi massa.

SCUM - Indique 3 bandas de grindcore nacionais que vocês ouçam.
Marcelo- Três é difícil mano, vamos lá: Subcut, Facada, Test, DER, Expurgo, Siege of Hate, Cruel Face, Crânula, ROT, Baixo calão, Flesh Grinder… tem mais um monte de banda legal.

SCUM - Agradecemos a atenção e deixamos esse espaço para falarem o que quiserem.
Marcelo- Valeu pela entrevista mano. Serão os esquimós índios em iglus?

Mais sobre a banda:

https://www.facebook.com/huttgrind/