Páginas

segunda-feira, 14 de julho de 2014

RESENHA: Homicide 'Destrutivo'

Poderia simplesmente se chamar DESTRUIDOR o ep novo dos grinders do Homicide.
Em ritmo de final de festa na copa das copas, me resta brindar junto a Dilma uma boa cachacinha ao som desse esplêndido EP.
Audição obrigatória pra qualquer fã do estilo, estes catarinenses estão longe de brincar quando o papo é brutalidade, assim como o glorioso Zuniga não aliviou para o Neymar, Destrutivo veio para receber o prêmio de joelhada na terceira vertebra do ano.
Bem produzido e com faixas curtas e diretas se destacam os blastbeats insanos de Marlon, é extremamente poderoso e certeiro. Todas as faixas são legais, porém, Arma Biológica tem um trabalho de baixo lindo, Padrão normal e Esqueça a decência um crustcore grind foderoso.
Tambem temos as ótimas execuções dos covers do Magrudergrind (Pulverizing Hate Mongers)e dos classicões belgas do Agathocles com (All Gone).
Lembro que toda a produção foi de responsa destes putos, ou seja, os caras conhecem e muito de como fazer música extrema boa.
Se o Zuniga aprovaria? Porra, distribuindo joelhada pra todos os lados, porque esse EP é literalmente um convite a agressão gratuita.
Ai mamacita querida!!!Grindcore na sua cara! Nota: 9.7