Páginas

quinta-feira, 26 de março de 2015

RESENHA: Orgasmo de Porco "Useless"

O Orgasmo de Porco já é conhecido da galera que curte Crossover, já passou pelo Scum na lista das bandas mais legais surgidas no gênero nos últimos anos! E com esse novo lançamento (Useless) não da para diminuir esse predicado.
De novo o destaque do trampo são os riffs do "Paulinho", variando dessa vez entre a velocidade da luz e algumas passagens mais cadenciadas (Bad Taste Industry conta até com um solo meio blues). É legal ver uma banda desse estilo variando e experimentando tanto. Algumas ressalvas em relação a bateira, no entanto, precisam ser feitas. Em alguns momentos as batidas na caixa e bumbo soam como se estivessem desconexas. E em relação aos pratos, poderiam seguir a linha do "menos é mais". Talvez tenha faltado um pouco mais de treino, mas nada que não possa ser melhorado ou que afete esse play que é muito legal. Notamos um grande crescimento do vocal e do baixo em relação aos trabalhos anteriores. O vocal do "Caverna" conseguiu encontrar uma identidade e o baixo está sendo melhor aproveitado nas cantigas como no som "Smoke Your Reality", que conta com um solo de baixo e uma parte bem pesada e cadenciada.


Resumindo, Useless, é um disco que mostra uma clara evolução por parte da banda desde o "My Mind is a Mess", os caras estão com mais vontade de tocar, mas não largaram de lado a intenção de misturar influências e experimentar coisas novas. Não podemos deixar de mencionar a arte maravilhosa em que o vocalista é um dinossauro. Ela foi criada por Shell www.facebook.com/artshellgrafite. Prometeram um full ainda para esse ano, e, eu como fã, não vejo a hora de sair!
Nota: 8,6781 Mais sobre a banda: www.facebook.com/oxdxpx